logo DRAPAL

drapAlentejo
newsletter

 30 dezembro 2021      
TEMÁTICA        
   
2021 em retrospectiva na visão do Diretor Regional de Agricultura e Pescas do Alentejo

PostalNatalDRAP2021O ano de 2021 caracterizou-se por uma pandemia que desde o início de 2020 tem condicionado e limitado as nossas vidas.

As práticas correntes e habituais ficaram sujeitas a restrições e o exercício da atividade profissional com medidas e orientações destinadas à necessária prevenção da saúde pública.

Continuámos a viver com as incertezas resultantes das restrições e limitações impostas pela pandemia e a trabalhar para um setor que é a base de qualquer região ou Estado que procura acompanhar o desenvolvimento.

Sabemos que a nossa missão decorre numa área geográfica que representa um terço do Continente e cinquenta e quatro por cento da superfície agrícola útil de Portugal. Estes são grandes valores que caracterizam a nossa região e que colocam diversos desafios que necessitam de respostas resultantes das competências atribuídas à DRAP Alentejo.

Os desafios são diários e a necessidade de resposta imediata para as coordenações, execuções, participações, análises e pareceres em diversas áreas de atuação.

Além de diários, os desafios são crescentes e resultam de uma dinâmica em que o rendimento da atividade agrícola em Portugal, segundo estimativa do Instituto Nacional Estatística, deverá aumentar 11,1% em 2021 relativamente a 2020. Para este acréscimo tem contribuído a região Alentejo com todo o dinamismo da agricultura moderna praticada em regime de regadio e em regime de sequeiro, onde os sistemas pratenses permitem a existência de mais de cinquenta por cento dos reprodutores de grandes e pequenos Ruminantes existentes em Portugal.

Quando analisamos a produção pecuária temos os sistemas pratenses com ruminantes e a suinicultura em circuito aberto e fechado, sendo a coordenação do licenciamento pecuário realizada para todos os sistemas.

Para a modernização contribui o apoio ao investimento no âmbito do Programa de Desenvolvimento Rural 2020 a partir de projetos sujeitos ao trabalho de análise e de validação conducente ao pagamento dos respetivos apoios, em que o investimento e respetivo apoio tende para um terço do valor total verificado em Portugal.

Novos e mais desafios têm surgido com a modernização agrícola nas áreas do ordenamento território, que necessitam de análises e pareceres, da sanidade vegetal, nomeadamente na prospeção fitossanitária, do apoio jurídico, do planeamento e da administração.
Sem individualizar, dever-se-á referir todo o trabalho na área da importação e exportação de produtos vegetais e de origem vegetal, nomeadamente a entrada de produtos no porto de Sines, que cresceu de forma muito acentuada nos últimos anos.

Quando se individualiza vamos esquecer partes de um todo, porque a complexidade, a quantidade e a dimensão dos desafios cresceu e os recursos que constituem o Coletivo apresentaram uma tendência decrescente. Daqui resulta uma equação simples, cujo resultado foi fazer mais com menos.

É conhecida a dificuldade de fazer mais com menos. Por vezes estamos no limite e completamente esgotados, no entanto, ainda aparece mais uma pequena fração de energia associada aos nossos valores. Os valores como o rigor, a competência, a procura da simplificação, a transparência e a igualdade têm sido determinantes para conseguirmos mais com menos no desempenho das nossas tarefas e atribuições, acompanhando, assim, o crescimento da atividade desenvolvida por todos Operadores Económicos que trabalham no setor primário da região Alentejo.

No fim de uma etapa da nossa vida profissional, que representa cada ano que passa, podemos não ter capacidade de oferecer valores quantitativos, mas temos o dever de reconhecer o esforço e a resiliência de todas as pessoas que contribuíram para o Coletivo conseguir executar as tarefas atribuídas.

No ano de 2021, às tarefas habituais adicionaram-se as resultantes da pandemia, sobretudo em regiões onde dominam culturas com maior utilização de recursos humanos. Simultaneamente, a pandemia causou insegurança e condicionou as atividades.

Perante as dificuldades, o Coletivo funcionou e poder-se-á dizer: fez-se mais com menos. Este reconhecimento é justo. Também é igualmente merecido o agradecimento a todas as Unidades Orgânicas da DRAP Alentejo.

OBRIGADO A TODAS AS TRABALHADORAS E A TODOS OS TRABALHADORES DA DRAP ALENTEJO.

BOM ANO DE 2022.

  
   

DRAP Alentejo promove recolha solidária

ChaoMeninos

Nesta quadra festiva a Direção Regional de Agricultura e Pescas do Alentejo promoveu junto dos seus colaboradores uma recolha de brinquedos, livros e outros bens para doação na Associação de Amigos da Criança e da Família “Chão dos Meninos".

A iniciativa visa dar resposta à responsabilidade social que a Direção Regional tem vindo a dar destaque junto dos mais desfavorecidos.

Todos os bens angariados foram entregues, no passado dia 22 de dezembro, e espera-se que este gesto possa, de alguma forma, contribuir para alegrar algumas famílias e crianças apoiadas por esta Associação.

Nesta quadra natalícia sejamos todos um pouco solidários!
 
   

// Curtas

| Portugal apresenta o Plano Estratégico da PAC (PEPAC) à Comissão Europeia
O Ministério da Agricultura submeteu no dia 30 de dezembro, para apreciação da Comissão Europeia, o Plano Estratégico da PAC (PEPAC) para o período 2023-2027. 
O plano entra em vigor em janeiro de 2023 e vai garantir uma maior equidade na distribuição dos apoios, valorizar a pequena e média agricultura e as especificidades territoriais, bem como a promoção do investimento e do rejuvenescimento, contribuindo, desta forma, para a transição climática e digital, sem deixar ninguém para trás. Saiba mais no Comunicado de Imprensa do Ministério da Agricultura.

| Constituição do Centro de Competências da Agricultura Familiar e Agroecologia

A ministra da Agricultura homologou, no passado dia 28 de dezembro, o protocolo para a constituição do Centro de Competências para a Agricultura Familiar e Agroecologia (CeCAFA), constituído por organizações de agricultores/as, organizações de desenvolvimento local, entidades do sistema científico nacional e da administração pública e organizações da sociedade civil que trabalham a área da Agricultura Familiar e da Agroecologia. Aceda ao Comunicado na página do Ministério da Agricultura.

| Universidade de Évora com Cátedra no sector agropecuário, bem-estar animal e sustentabilidade
Apostar no desenvolvimento e na divulgação de processos e tecnologias inovadores para o setor e potenciar a atração e fixação de recursos qualificados na região são as premissas deste protocolo que formaliza a criação da Cátedra na Universidade de Évora.


| Estudo “Regadio 20|30” em consulta pública até 14 de janeiro
O Estudo “Regadio 20|30 – Levantamento do Potencial de Desenvolvimento do Regadio de Iniciativa Pública no Horizonte de uma Década” encontra-se em consulta pública, sendo que todos os contributos deverão ser remetidos para Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar., até ao próximo dia 14 de janeiro. 
Consulte aqui o Estudo “Regadio 20|30”.


| Lagra reconhecido pelo Conselho Oleícola Internacional
O Lagra — Laboratório Agrícola do Alentejo, instalado em Beja, foi reconhecido pelo Conselho Oleícola Internacional (COI) para a realização de ensaios químicos e sensoriais de azeite.

| VITIS 2022 com prazo de candidaturas prorrogado
A submissão de candidaturas da campanha 2022-2023 foi prorrogada até às 17h00 do dia 24 de janeiro de 2022.
Saiba mais informação na página de Internet do IFAP.

| Fórum Global para Alimentação e Agricultura realiza-se em janeiro de 2022
O Fórum Global para Alimentação e Agricultura (GFFA) é uma conferência internacional sobre questões centrais de importância vital para as políticas agrícolas e alimentares globais. O evento será realizado em formato online, entre os dias 24 e 28 de janeiro, e terá como tema "Uso sustentável da terra: a segurança alimentar começa com o solo".

Clique aqui para aceder ao programa e mais informações.

| 3.º Workshop Regional do projeto Smart Rural 21
O 3.º Workshop Regional do projeto Smart Rural 21 irá realizar-se em Ostana, Itália, a 27 de janeiro de 2022, e será dedicado ao tema "Áreas rurais melhor conectadas - melhorando a mobilidade rural". O evento incluirá informações sobre a estratégia e soluções de aldeia inteligente de Ostana e informações sobre a estrutura de apoio de Aldeias Inteligentes na Itália e além. O workshop é organizado no âmbito do projeto financiado pela UE 1ª Ação Preparatória sobre Áreas Rurais Inteligentes no Século 21 (Smart Rural 21). Saiba mais informações sobre o evento e inscreva-se!

| Ovibeja 2022 vai ser dedicada à alimentação
A edição de 2022 da Ovibeja vai decorrer entre os dias 21 e 25 de abril no Parque de Feiras e Exposições de Beja, tendo como tema “Como Alimentar o Planeta”.
Mais informação na página oficial do evento.

| Feira do Queijo do Alentejo 2022
A 21.ª feira irá decorrer nos dias 25, 26 e 27 de fevereiro de 2022, no Parque de Feiras e Exposições de Serpa. O evento tem como principais objetivos promover o queijo e os produtos da região, o tecido empresarial e o turismo.

| FIMA 2022
A Feira Internacional de Maquinaria Agrícola (FIMA), que terá lugar em Saragoça de 26 a 30 de abril de 2022, está a desenvolver um plano de promoção em vários eventos internacionais, com especial destaque para a região do Mediterrâneo e o Sul da Europa.

   
                    logo facebook   logo navegador   logo email Av. Eng. Eduardo Arantes Oliveira, Apartado 83
7006-553 Évora

Tel. +351 266 757 800
E-mail - Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
 
www.drapal.min-agricultura.pt
   
Não deseja receber a newsletter da DRAP Alentejo? Clique aqui.