Newsletter 3 | 2017  
alentejo
  Alentejo, crescimento e sustentabilidade
 
Links úteis   Comissão Permanente da Seca
 

A situação de seca meteorológica, em Portugal Continental, tem revelado um agravamento gradual, verificando-se um aumento das áreas nas classes de seca severa e extrema, com impactos evidentes no setor agrícola. De acordo com dados do índice meteorológico de seca PDSI (Palmer Drought Index), referentes a junho, cerca de 3% do território continental estava em seca fraca, 16% em seca moderada e 68% em seca severa, manifestando-se já seca extrema em 12% do território. 

Assim, considerando o impacto económico negativo que o fenómeno climático pode vir a surtir nos setores agrícola e agroalimentar, bem como nos rendimentos dos agricultores, foi criada a comissão Permanente de Prevenção, Monitorização e Acompanhamento dos Efeitos da Seca.

Na primeira reunião desta Comissão foi aprovado o Plano de Prevenção, Monitorização e Acompanhamento dos Efeitos da Seca que pretendia definir um conjunto de estratégias de atuação. (ver mais)

Política Agrícola Comum

 

A Comissão Europeia iniciou, em fevereiro de 2017, o processo de revisão da PAC para o período após 2020, considerando-se fundamental criar as condições para uma reflexão nacional aprofundada, sobre os desafios que a agricultura portuguesa terá de enfrentar no futuro, assim como sobre os pressupostos de uma estratégia que suporte e oriente a política agrícola nacional no quadro da futura PAC para o período após 2020.(ver mais)

    RiscoAgricultura  

Após a realização da primeira sessão sobre Redução de Sinistralidade com Tratores durante a Ovibeja, a DRAP Alentejo, em colaboração com a ACT, a GNR e as diferentes Associações de Agricultores da Região do Alentejo estão a realizar um conjunto de sessões de informação subordinado ao tema: Gestão do Risco na Agricultura. (ver mais)

 
           
    Logotipoalentejo circular   

O modelo de economia circular tem ocupado cada vez mais espaço nas políticas europeias e portuguesas e é, hoje, encarado como um meio alternativo de promoção da competitividade, redução de consumo e dependência de materiais primários e energia.  (ver mais)

 
           
     CNCDA  

De acordo com a Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO), cerca de 1/3 de todos os alimentos produzidos anualmente a nível mundial é desperdiçado. Um estudo realizado pela Comissão Europeia, em 2010, revelou que, só na Europa, são desperdiçados anualmente 89 milhões de toneladas de alimentos, desde o setor da produção e processamento, passando pela distribuição e venda, até ao nível dos consumidores. (ver mais)

 
             
Ministério da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural  

Av. Eng. Eduardo Arantes Oliveira, Apartado 83, 7006-553 Évora
 www.drapal.min-agricultura.pt
Tel. (+351) 266 757 800 - Fax (+351) 266 757 850
Email - Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.